Instalando o SwiftKey de graça no Android

Instalem e façam o cadastro da AppStore da Amazon nos EUA(Com endereço de lá) e procurem por SWIFTKEY.
A versão para Android está de graça.

Se você mora lá ou está por lá é uma boa. Ou dêem seu jeito ;-)
É um teclado SENSACIONAL!!!
Vai acelerar sua digitação muitas vezes. Ele tem uma ótima precisão ao falar, tem o recurso Flow que é o equivalente ao Swipe e uma ótima previsão para quem gosta de digitação sem o utilizar o Flow(Também).
Se colocarem o endereço nacional você poderá comprar por 2 R$(No dia da publicação deste post).

Ainda assim vale muito a pena e está mais barato que a loja da Google. A vantagem de se ter Android é que você pode ter varias lojas de App e com isso pode comparar os preços.

APROVEITEM!!! NÃO SE SABE ATÉ QUANDO ESTARÁ DISPONÍVEL.

Para quem não sabe o que é o Swiftkey aqui vai o Vídeo:

PS: Quem quiser ver outros Apps que a Amazon está dando de graça cliquem nesta outra dica cliquem abaixo:

[NOVO!!!] Brasileiro já pode baixar apps na “Amazon AppStore” de forma oficial, saiba como

Obrigado Paulo botelho do TudoAndroid e comunidade Android Brasil no G+ por melhorar a dica.

Upgrade de KDE 4.10 para Kubuntu e Linux Mint

KdePlasma-tasks KDE 4.10

Como de costume, a equipe do Kubuntu foi super rápido e mais recente do KDE SC 4,10 está disponível para Kubuntu 12,10 ou 12,04 usuários no Backports Kubuntu PPA, então aqui está como fazer a atualização.

KDE SC 4,10 foi lançada hoje com muitas melhorias e adições, incluindo um armário novo tela QML baseada em KWin Effects adicionais e graças scripts para GHNS (Obter Coisas Novas) integração, gerente de impressão novo, um tema novo Air e papel de parede e muitas melhorias para Kate, Dolphin, Konsole, Okular, Gwenview, Kontact, re-written typing tutor e muito mais.

Lembre-se que o tutorial neste blog serve para você atualizar “eternamente”. Se houver alguma modificação eu adicionarei no link de sempre.

Para atualizar clique aqui

Links Recomendados:

KDE 4.X com Aparencia de Windows SevenOtimizando a Memoria Swap
Burg Manager (Melhorando a Aparência do Gerenciador de Boot)

Referencia:

Webupd8
KDE.ORG

Finalmente a Dell nos reembolsa pelos Windows que não usamos

A maioria dos computadores do Hacklab são da Dell. Em todas as compras que realizamos tentamos adquirir os computadores sem o Windows. Nunca obtivemos sucesso mesmo depois de investir um bom tempo e informar o vendedor de que existe jurisprudência confirmando que a prática deles (e das demais empresas que fabricam computadores) é considerada venda casada, o que é proibido pelo Código de Defesa do Consumidor. Em um dos contatos chegamos até enviar o link de uma decisão favorável a uma consumidora que se sentiu lesada por ser obrigada a adquirir um computador com Windows. Mesmo assim nossos pedidos sempre foram negados.

Tentamos algumas vezes entrar em contato com o setor de pós-venda da empresa e mesmo assim não tivemos sucesso em obter o reembolso do valor da licença do Windows. Não chegamos a entrar na justiça nenhuma vez.

Em julho adquirimos mais um computador. Diante das inúmeras tentativas anteriores sem sucesso, dessa vez acabamos esquecendo de solicitar para o vendedor o computador sem Windows. Deixamos para entrar em contato após a compra e solicitar o reembolso. Dessa vez tivemos duas surpresas positivas. A primeira, e mais importante, foi a afirmação da representante de pós-vendas da Dell de que a política da empresa mudou e agora no momento da venda é possível comprar qualquer computador sem Windows (exceto em alguns casos de promoção, sendo que não ficou claro como é possível identificar essas promoções). A segunda foi receptividade ao nosso pedido de reembolso. Só foi preciso ligar no pós-vendas, solicitar o reembolso e enviar por transportadora paga por eles o CD do Windows e o adesivo com o número da licença. O processo foi lento mas não foi trabalhoso. Segue abaixo um relato com mais detalhes.

Dois dias após a compra do computador, no dia 25/07, entramos em contato com a Dell solicitando o reembolso do Windows. O primeiro atendente já soube do que se tratava e encaminhou para um segundo setor, onde após fornecer alguns dados eles ficaram de retornar até o dia 30/07. No dia combinado uma atendente entrou em contato informando que o reembolso havia sido autorizado e que eles iriam enviar uma transportadora para retirar o CD do Windows e o adesivo com o número da licença, o que ocorreu somente no dia 28/08. Nesse meio tempo tivemos que preencher um documento listando os softwares que estávamos devolvendo:

  • Windows 7 Professional 64 bits – R$236,90
  • Microsoft Office 2010 – R$1,24
  • Antivirus Trend Micro Titanium 3.1 – R$65,17

No dia 21/09 recebemos na conta da empresa o valor integral relativo aos três softwares devolvidos.

Temos conhecimento de vários casos no Brasil de pessoas que conseguiram o reembolso depois de entrar com um processo na justiça contra a empresa fabricante do computador ou depois de investir muita energia em contato com o serviço de atendimento ao consumidor. Esse é o primeiro caso que conhecemos onde, por mais que o processo tenha sido bastante demorado, a empresa em momento algum se negou a fazer o reembolso. Resta saber se na prática a informação de que agora é possível comprar computadores com a Dell sem o Windows é verdadeira.

Algumas informações importantes para quem quer comprar um computador sem Windows ou então quer pedir o reembolso:

  • O Termo de Licença, ou EULA, do Windows diz “Usar o software representa a sua aceitação desses termos. Se não aceitá-los, não use o software. Nesse caso, devolva-o ao revendedor para obter reembolso ou um crédito correspondente.”
  • Ao ligar o computador pela primeira vez não aceite a licença do Windows. É uma boa ideia gravar esse processo para conseguir provar no futuro caso necessário.
  • Segundo o Código de Defesa do Consumidor

Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:

I – condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;

Art. 5° Constitui crime da mesma natureza:

II – subordinar a venda de bem ou a utilização de serviço à aquisição de outro bem, ou ao uso de determinado serviço;

Minha Opinião:

Questão de defesa de consumidor. Não vai usar e ainda assim querem nos empurrar produtos que não queremos.
Isso vale para Banda Larga com linha telefonica e TV. E vários outros serviços.
Mas nesse caso aqui é para usuário que queria usar Linux.
Poderia ser tranquilamente para os usuários que já tem uma licença do Windows(Faculdades parceiras, compra individual, revenda de computador – onde o Windows NÃO pode ser revendido e assim a outra pessoa estará com um Windows pirata SIM).
Fora que a Dell também vende Computadores com Linux (Ubuntu) .
Mas tem um problema: ela ainda limita a as opções de Computadores que já vem previamente marcados pra virem por padrão com Windows.
Forçando dessa forma quem sabe ela começa a respeitar nossa legislação, que é contra venda casada, e teremos mais opções.

Fonte:

Hacklab/blog: http://hacklab.com.br/2012/10/02/finalmente-a-dell-nos-reembolsa-pelos-windows-que-nao-usamos/

Links Recomendados:

Diablo III Linux Players banidos pela Blizzard

Vamos usar os botões compartilhar abaixo. Seus amigos e familiares precisam saber dessa notícia!

Diablo III Linux Players banidos pela Blizzard

Imagem
Diablo III é a mais recente ação role-playing game lançado pela Blizzard Entertainment e mais importante, ele pode ser jogado em Linux, com o Wine.
O único problema com essa solução é que ela provavelmente será proibida e seus usuários banidos.

Logo após o lançamento de Diablo III, em 15 de maio, houve uma enxurrada de banimentos envolvendo pessoas jogando no Linux, com o Wine.

O alvoroço comunidade foi vencida por um comunicado da Blizzard em que explicou, de forma encoberta e diplomaticamente, que cheaters(usuários que fazem alguma forma de hackeamento no jogo) apenas foram afetados.

Essas pessoas foram permitidas, mas agora parece que o problema está voltando, com uma vingança. As pessoas estão começando a serem banido novamente, aparentemente, só porque eles estão jogando o jogo em Linux.

No fórum WineHQ , há uma interessante conversa iniciada pelo usuário “vexorian”.

“Que brilhante fui banido. Oh bem. Foi divertido de jogar estas duas semanas. Eu acho que jogar duas semanas em Linux é melhor do que jogar sempre no Windows. “

Outro usuário, com o nome “Nothing”, respondeu e disse que ele tinha exatamente o mesmo problema, descrevendo o que aconteceu.

“Você também? Interessante. Eu também só joguei umas 2 de semanas e eu recebi uma carta proibição em 10:01 pm noite passada. Agora eu diria que não jogo no Wine, não especialmente em um SO de 64 bits com PlayOnLinux “, disse o usuário.

“Assim como a Blizzard ignora minha passagem eu vou emitir um estorno no meu cartão de crédito. Eu sugiro que você faça o mesmo. Para todas as pessoas aqui e em outros lugares dizendo que todos os banidos usando Linux / Wine estava trapaceando, dane-se. Você é parte do problema e não parte da solução “, continuou ele.

Uma das soluções propostas no tema envolve um recurso chamado ptrace, o que não está funcionando bem em algumas versões do Wine. Alguns jogos travam por causa de ptrace e pode ser interpretada pela Blizzard como uma forma de mexer com o Diablo III.

Vamos compartilhar mais informações sobre este tema quente, uma vez que se torna disponível.

Referencia:

http://news.softpedia.com/news/Diablo-III-Linux-Players-Banned-by-Blizzard-302023.shtml (Em Inglês)

* Obs.: Esse texto foi traduzido da fonte ® Softpedia com ®  Google Translator a partir da divulgação do blog via ® Facebook do ® Ubuntu Dicas. Todos os direitos reservados aos seus respectivos autores.

Links Recomendados:

2ª Opinião: Blizzard nega ter banido gamers que jogam Diablo III no Linux.
Finalmente a Dell nos reembolsa pelos Windows que não usamos

Ganhe de +3 GB a 25 GB no Dropbox (Great Space Race!)

E ai pessoal blz?! Srs. para quem não viu ainda o Dropbox está com uma Corrida Entre Universidades. O que ganhamos com isso? Espaço free por 2 anos.
Hoje quem atualizar seu cadastro já ganha um adicional de 3GB a minha faculdade já está proximo de dar 25 GB para todos.
Quem ainda não tem DropBox vou dar esse passo-a-passo:

Depois que tiver DropBox:

  • -> Ao terminar o seu cadastro clique neste link para fazer a vinculação com o email da sua faculdade: https://www.dropbox.com/spacerace?r=NTQ0OTczNjQyOQ
  • -> Entre no email da sua faculdade.
  • -> Clique no link de confirmação que você receberá no seu email de confirmação.
  • -> Entre no seu email da faculdade e depois é só clicar no link de confirmação e pronto. Já ganhará, no minimo, 3GB  depende do quanto isso já foi divulgado entre seus colegas.

Cumpra as outras missões que o Dropbox tem(cadastrar Smartphone, instalar integração no PC e etc…) e ganhará mais uns GB’s extras.

KDE 4.x com tema de Window 7

Com o Windows 8 mudando, Ubuntu indo em direção ao Unity e o Gnome 3.X ficando cada vez mais desgostoso pela comunidade eu estava com dificuldade para fazer algumas recomendações de distros para o usuário que já tem vícios costume por está vindo de uma plataforma que já é consolidada.
Eu sei que dentro da comunidade, assim como eu, conseguimos nos virar bem independente do ambiente. Afinal o que é importante acaba sendo os programas.
E também que temos iniciativas como a de Mint e outros que mantém um fork parecido com o tradicional. Mas aqui eu não quero entrar nessas polêmicas dos porquê’s das coisas. Meu intuito é só facilitar a migração para quem acha que assim se torna melhor.
Mas nossas mães, avós(é eles também estão inclusos nessa), vizinhos e até empresas que querem vencer a resistência psicológica da utilização de um ambiente diferente nos cabe apresentar o KDE 4.X.
Esse ambiente, na minha opinião fecal, é o ambiente que mais se aproxima, e muitas vezes supera, as do Windows.
Mas usuário vocês sabem como é que é, eu sei porque eu também já fui assim (MENTIRA!!!), um icone diferente já acha que tá muito diferente e difícil.
Por isso eu resolvi fazer este tutorial, que é bem simples, e que na medida do possível ele será melhorado/ampliado e trará benefícios para seus usuários, pais, avós e vizinhos aflitos.
A distro que eu escolhi foi a Linux Mint. Mas pode ser usado tranquilamente no Kubuntu ou Debian com KDE instalado.
No caso de o link direto de arquivo estiver quebrado me avisem e sigam para o outro link do kde-look. Como eu tenho esse link armazenado eu posso disponibilizá-lo para substituir o quebrado.
Em breve trarei outro tutorial de personalização. Mas enquanto isso aproveitem este tuto.
E esta instalação é reversível então não tenham pesadelos com esta aparência ;-P .
Se forem utilizar o link do kde-look dêem sempre uma olhada no arquivo README.txt para ver se tem novas recomendações.
Este tutorial foi testado em KDE 4.8.x e KDE 4.9.1. Se tiverem notícias do funcinamento em outras distros ou versões anteriores do KDE deixem seu comentário.
Dessa forma as pessoas podem ver que no linux tem outras aparência muito mais atraentes. Aproveitem!

Com este script ele mudará:

  • Icones
  • Papel de paredes
  • KDM
  • Plymouth
  • KDE Splash
  • Sons
  • Plasma
  • E muitos outros…

Clique aqui para ir ao tutorial

Instale / Atualize para o KDE 4.9

Pra você que está sempre ansioso pra ter a ultima versão do KDE 4.9 você, que utiliza Ubuntu ou alguma de suas variações (Mint por exemplo), pode se apoiar neste tutorial.
E saiba também qual é a utilidade do Repositórios Backports.

KDE 4.9

Tutorial completo aqui

%d blogueiros gostam disto: